português de Portugal

Quais são as diferenças entre o português de Portugal e do Brasil?

Você conhece as principais diferenças entre o português de Portugal e o que falamos aqui no Brasil? O fato de termos como idioma oficial a mesma língua do país europeu não significa que todos os vocábulos e sotaques são igualmente empregados.

Assim como acontece entre o inglês americano e o britânico, o português brasileiro apresenta algumas diferenças em relação ao de Portugal. Trata-se de algo cultural.

A fonética, as grafias e algumas estruturas gramaticais são utilizadas de forma diferente em Portugal. Tais diferenças tiveram origem ainda no período de colonização, já que o idioma trazido pelos portugueses foi ensinado aos índios nativos e aos africanos.

Eles, por sua vez, aprendiam “na raça”, sem frequentar escolas. Foi então que algumas alterações na língua original começaram a surgir. Se você deseja entender melhor as diferenças entre o português do Brasil e o de Portugal, continue lendo.

Listamos abaixo as principais!

Diferenças ortográficas

Nossa “recepção”, em Portugal, é grafada como “receção”. O mesmo acontece com outras palavras onde temos o “p” mudo. Além disso, nós, brasileiros, transformamos algumas ações em verbos. O ato de dar os parabéns a alguém, para nós, é sinônimo de “parabenizar”. Em Portugal, esse verbo não existe. Dar os parabéns é simplesmente dar os parabéns.

A “mídia” brasileira é chamada de “media”, em Portugal, com grafia igual ao seu vocábulo de origem, vindo do inglês. Isso acontece porque, enquanto Portugal utiliza palavras do latim em sua grafia original, o brasileiro tende a “aportuguesar” termos do inglês, sem se preocupar com a raiz latina das palavras. Daí a necessidade de cuidados redobrados na hora de fazer uma tradução, por exemplo.

Diferenças gramaticais

Em Portugal, pronomes oblíquos normalmente são usados em forma de ênclise (dá-me tua mão; conta-me o que houve, etc). O gerúndio, embora exista formalmente, não é utilizado na linguagem do dia a dia.

Um português jamais dirá que está “procurando emprego”, por exemplo. Ele está “a procurar”. Provavelmente se você chegar à casa de um nativo de Portugal de madrugada, ele dirá que estava “a dormir” quando você o interrompeu.

Diferenças de vocabulário

Alguns vocábulos utilizados em Portugal têm significado totalmente diferente de quando os empregamos aqui no Brasil.

Sendo assim, quando você vai ao banco, você aguarda na “bicha” até ser atendido. Essa é a palavra utilizada para denominar a nossa “fila”. “Sorvete” é chamado de “gelado”, “descarga” é chamada de “cataclisma” e “ônibus” é “autocarro”.

Expressões idiomáticas

Até mesmo as famosas expressões idiomáticas, que tanto diferem de um idioma a outro, são utilizadas de maneira diferente entre o português brasileiro e o de Portugal. Quando algo “deu em nada”, em Portugal, costuma-se dizer que “deu em águas de bacalhau”. Se “deu errado”, então “deu para o torto”. O “horário de pico”, por lá, é “hora de ponta”.

Como se pode ver, o português de Portugal tem muitas diferenças em relação ao brasileiro. Pedir um “durex” a alguém, por exemplo, não é uma boa ideia, a não ser que você precise de um preservativo. O “bico” que fazemos para ganhar um dinheiro extra é chamado de “biscate”. E, caso viaje para lá, não deixe de dizer “estou”, no lugar de “alô”, sempre que atender ao telefone.

Percebeu como o não conhecimento dessas diferenças pode resultar em grandes mal-entendidos?

Se este post foi útil para você, não deixe de curtir a nossa página no Facebook para ter acesso a outras informações sobre idiomas ao redor do mundo.

Arabera Traduções

O blog Arabera: aqui te damos as melhores dicas para traduções e interpretações.

Sem comentários

Cancelar