dia do tradutor

Dia do tradutor: conheça 3 curiosidades sobre a profissão!

Você sabia que 30 de setembro é o dia do tradutor? A data coincide com o dia dedicado a São Jerônimo, considerado o padroeiro da profissão, e conhecido por ter traduzido a Bíblia do grego antigo e hebraico para o latim.

O santo faleceu nessa data, em 420, mas foi só em 1991, que a FIT (Federação Internacional de Tradutores) instituiu o dia como homenagem a todos aqueles que decidiram trilhar a profissão.

Nada mais justo, não é mesmo? Afinal, o que seria da comunicação entre países e pessoas de línguas divergentes se não fossem os tradutores? É claro que, todos aqueles que falam mais de um idioma conseguem comunicar-se no dia a dia com estrangeiros, mas o que dizer dos documentos oficiais e eventos corporativos?

Hoje em dia, eles só incluem mais e mais pessoas graças a atuação dos tradutores. Aproveitando o clima de homenagem a esses profissionais, listamos abaixo algumas curiosidades sobre a profissão. Confira!

1. Faltam profissionais no Brasil

Todos sabemos que, hoje em dia, a necessidade de traduções técnicas não se restringe a órgãos oficiais e grandes empresas. Mesmo companhias de pequeno porte já se comunicam com clientes e parceiros do exterior e, portanto, necessitam desse tipo de serviço. Por isso, a demanda por profissionais do ramo vem crescendo em nosso país.

Em contrapartida, muitas vezes faltam profissionais qualificados para atender a essa demanda. Grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba são os maiores polos de serviços no setor.

2. Trata-se de um mercado em expansão

Estamos em uma fase de expansão de negócios e serviços. Empresas estrangeiras têm escolhido nosso país para abrir suas sedes e a parceria com companhias internacionais é cada vez mais comum, até mesmo para os pequenos empreendedores. Além disso, o número de estrangeiros em nosso país aumentou e, com ele, também cresceram as relações bilaterais.

Por essa razão, podemos dizer que o mercado de tradução no Brasil já cresceu significativamente e tem potencial para crescer ainda mais. Enquanto ainda há setores que sofrem as consequências da crise, essa área se mantém cada dia mais aquecida.

3. Um tradutor nunca para de estudar

Engana-se quem pensa que um tradutor simplesmente realiza um curso e sai por aí exercendo a profissão. Embora não haja a exigência de diploma para atuar na área, os cursos universitários mais escolhidos são Letras e Tradutor e Intérprete. Entretanto, não basta apenas frequentá-los para se considerar um bom tradutor.

Além dos conhecimentos culturais necessários para uma boa tradução, o profissional segue seu caminho de aprendizado com a experiência. A cada dia de atuação, novos macetes e técnicas podem ser desenvolvidos, de modo a aprimorar ainda mais a metodologia de trabalho.

Portanto, no dia do tradutor, não deixe de abraçar aquele seu amigo que escolheu a profissão e valorize os conhecimentos do bom profissional, recorrendo a agências especializadas para fazer suas traduções técnicas.

E você? Conhece mais alguma curiosidade da profissão de tradutor? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco.

Arabera Traduções

O blog Arabera: aqui te damos as melhores dicas para traduções e interpretações.

Sem comentários

Cancelar